Em 2008 três canalhos iniciaram esta viagem com a formação de festa transmontana, gaita, caixa e bombo. Desde ai até hoje, as raízes estenderam-se dando forma a um grupo de 8 músicos, quase todos vindos dos campos da música erudita, criando uma sonoridade original, complexa, em que o denominador comum é a identidade da música tradicional. Com uma linguagem que deriva desde a ortodoxia até ao experimentalismo (passando por névoas de jazz, reggae, rock e outros estilos) a criação resulta num estilo ecléctico e diferenciado, com recriações de temas tradicionais e criações de temas originais sem nunca renegar o que nos une: a alma transmontana. 

 

Em Palco já actuamos várias vezes em Chaves, na Feira dos Sabores de Chaves, no Auditório do Centro Cultural de Chaves, concertos na sala de espctáculos Casino Sol Verde, Governo Civil de Vila Real, Dolce Vitae Vila Real, abertura do Palácio das Artes no Porto.

A afirmação do projecto foi no Byonritmos 2011 e 2012; Festa do Caldo, Quintandona 2011 e 2012, “10 anos de noites folk” Contagiarte (Porto); Arredas Folk 2012, 2013 e 2014; Festival “Dias de Revolusom” 2013 entre outros...

 

2014 ficou marcado com concertos realizados no Hard Club do Porto e "Festival da Lusofonia" em Pau - França.

Em 2015 tivemos a honra de pisar os palcos consagrados como é o caso do palco Lopes Graça - Bons Sons, palco Arredas Folk Fest e o concerto único que foi no palco de Setubal na Festa do Avante... 

2017 foi o ano em que tocamos na “Ronda das Adegas - Atenor, Miranda do Douro”; Festival Terra Transmontana - Mogadouro; Festival Folk Celta - Ponte da Barca; Identidades - Chaves e regressamos a Quintandona para a Festa do Caldo - Lagares, Penafiel.

 

Marcelo Almeida - Gaita transmontana, gaita galega e voz; Frederico Almeida - Saxofone; Eduardo Moreira - Teclado; Margarida Carvalho - Voz; Diogo Martins - voz; Marcelo Fernandes- Guitarra; João Dias- Baixo; Marco Pereira - Bateria  

 

Técnico de Imagem: Diogo Martins Martins e João Couto